O QUE É A BLEFAROPLASTIA (CIRURGIA PALPEBRAL)?

À medida que a pessoa envelhece, a face passa por um processo de “deflação” de seus tecidos  devido a perda principalmente da sua gordura e a pele perde grande parte da sua elasticidade, tornando-se flácida e com rugas (“rítides”). Este processo, que pode ser acelerado pela perda súbita de peso, faz com que os bolsões e excesso de pele nas pálpebras se tornem  salientes. A remoção da pele em excesso – acompanhada de lipectomia (retirada das bolsas de gordura) – tem como finalidade melhorar a aparência do indivíduo.

A cirurgia das pálbebras ou “blefaroplastia”, melhora a aparência da área ao redor dos olhos, fazendo com que o olhar pareça mais descansado e alerta.

Você sente seus olhos cansados? Para corrigir pequenas imperfeições tanto nas pálpebras inferiores quanto nas superiores a blefaroplastia é uma excelente opção. Essa cirurgia além de trazer melhorias para os olhos (diminuição do peso nas pálpebras superiores, melhora do campo visual…), pode devolver um “olhar jovem” para a pessoa.

O QUE ACONTECE DURANTE A CIRURGIA? (Passo a Passo)

Passo 1 – Anestesia – Local + Sedação

Medicamentos são administrados para o seu conforto durante a sedação intravenosa leve.

Passo 2 – Incisão (Corte)

As linhas de incisão da cirurgia de pálpebra são planejadas para deixar as cicatrizes bem escondidas dentro das estruturas ou sulcos naturais da região das pálpebras. A incisão(“corte”) pode ser feito com bisturi convencional ou  com o laser de CO2. A queda da pálpebra superior pode ser corrigida através de uma incisão na prega da pálpebra superior, permitindo o reposicionamento dos depósitos de gordura, a contração dos músculos e dos tecidos, e/ou a remoção do excesso de pele. A retirada dos bolsões na pálpebra inferior pode ser corrigida com uma incisão interna por via transconjuntival que não necessita pontos e não deixa cicatrizes visíveis.

Passo 3 – Fechando as incisões

Incisões na pálpebra normalmente são fechadas com pontos removíveis que serão retiradas em alguns dias, de acordo com a cicatrização de cada paciente.

Passo 4 – Pós-operatório imediato

Os principais cuidados são a administração de compressas geladas e uso de pomadas nas incisões nas primeiras 24 hs. Após esse período, o paciente pode voltar às suas atividades habituais. è importante salientar que esta cirurgia é de caráter ambulatorial, ou seja, não requer internação.

Alguns Mitos sobre Blefaroplastia:

shutterstock_163920575A cirurgia palpebral, também conhecida como blefaroplastia pela comunidade médica, é o quarto procedimento estético mais utilizado no mundo. Segundo a ASAPS- American Society of Aesthetic Plastic Surgery, cerca de 153.000 blefaroplastias são realizadas por ano nos EUA. Tem demanda tanto entre homens e mulheres.  Apesar do fato de ser um procedimento amplamente divulgado, no entanto, ainda há muitos equívocos sobre a blefaroplastia. Assim tentaremos esclarecer algumas coisas…

BLEFAROPLASTIA APENAS É REALIZADA NAS PÁLPEBRAS SUPERIORES? — MITO

A befaroplastia é na verdade um termo aplicado à cirurgia de pálpebra inferior também. As pálpebras superiores geralmente são levantadas quando o excesso de pele é eliminado, enquanto as pálpebras inferiores muitas vezes têm bolsões de gordura são removidos. Ao longo dos anos, o procedimento tem crescido e começou a englobar etapas adicionais para rejuvenescer e promover um olhar mais jovem e vivo. Preenchimentos dérmica ou mesmo a gordura do próprio paciente pode ser usada para suavizar a região das “olheiras” debaixo dos olhos.

CIRURGIA DAS PÁLPEBRAS SÃO PRINCIPALMENTE PARA PESSOAS MAIS VELHAS? — MITO

Devido às opções cirúrgicas e procedimentos complementares não-cirúrgicos, hoje tanto as pessoas mais jovens como as de meia-idade e mais velhas buscam cirurgia de pálpebra. Alguns pacientes mais jovens têm naturalmente( ou constitucionalmente) pálpebras caídas e querem realçar o seu olhar, outros têm bolsões ou depressões sob seus olhos em uma idade precoce. Pacientes asiáticos, às vezes, querem abrir seus olhos sem destruir todos os traços de sua herança. Hoje em dia, a blefaroplastia é uma escolha que pode funcionar para muitos.

PESSOAS COM FATORES DE RISCO NÃO PODEM FAZER ESTE TIPO DE CIRURGIA? — MITO

É verdade que algumas condições — como olhos secos ou olhos “saltados” — fazem a cirurgia da pálpebra mais desafiadora. O fato é que alguns pacientes não são bons candidatos, mas muitos podem ainda se beneficiar de um procedimento “modificado” com um especialista de blefaroplastia.

A RECUPERAÇÃO DA BLEFAROPLASTIA É DOLOROSA? — MITO

Na verdade, a cirurgia das pálpebras é um dos procedimentos estéticos menos dolorosos. Pacientes geralmente relatam sentir alguma tensão e alguma sensação de areia nos olhos, mas raramente eles caracterizam a recuperação como “dolorosa”.

A CIRURGIA PALPEBRAL PODE SER REALIZADA POR QUALQUER MÉDICO? — MITO

Embora a cirurgia de pálpebra não seja perigosa, a região dos olhos é delicada e é o “cartão de visitas” da face. Assim, os pacientes devem considerar apenas cirurgiões plásticos e oculoplásticos com certificado de especialista pelas Sociedades afins. É importante escolher um cirurgião que tenha realizado centenas de cirurgias de blefaroplastia e que pode demonstrar casos de sucesso consistentes e pacientes satisfeitos.

ESTE PROCEDIMENTO GERALMENTE É COBERTO PELOS PLANOS DE SAÚDE? — MITO

Infelizmente, a maioria das cirurgias das pálpebras são consideradas “estéticas” e não são cobertas pelo seguro saúde. A blefaroplastia já existe há muitos anos e sempre ofereceu a chance de rejuvenescimento facial com um período de recuperação suave — é por isso que a cirurgia das pálpebras tem tido tanta popularidade entre homens e mulheres. Hoje, o procedimento é mais flexível, mais eficaz e mais seguro do que nunca.