Fraturas da Órbita

A órbita é uma caixa óssea quem tem forma de pirâmide e que abriga o conteúdo orbitário: globo ocular, nervo óptico, músculos do olho e gordura, basicamente.
Quando um trauma contuso atinge a órbita(como exemplo: um soco ou uma bola de tênis…), a pressão exercida no interior da mesma é tão grande que faz com com os ossos mais frágeis se quebrem. Assim, as partes mais comumente afetadas da órbita são o assoalho e sua parede medial.

Quais os sintomas?

Os sintomas mais comuns são:

  • Parestesia(dormência) na região abaixo dos olhos
  • Enoftalmia (olho fundo)
  • Visão dupla: devido ao encarceramento dos músculos no interior da fratura (vide figuras abaixo)

Quando e como tratar?

A melhor época para fazer a correção deste tipo de fratura é de 1 a 2 semanas após o trauma, pois o inchaço já vai ter diminuído e ainda não deu tempo para começar o processo de fibrose. Geralmente usa-se algum material sintético para substituir o tecido ósseo afetado como placas de silicone ou polietileno poroso. Normalmente o cirurgião Plástico Ocular realiza este tipo de correção por via transconjuntival(por dentro da pálpebra), sem cortes visíveis na pele.